sexta-feira, 20 de maio de 2011

Quarto Encontro das Arteiras


É isso aí! Quarto encontro! As meninas acabaram de sair daqui de casa, bem acabaram não, é que eu fiquei fazendo mais umas coisinhas...

Fizemos nosso projeto, quer dizer, começamos, estamos fazendo uma bolsa grande para levarmos nossa tralha toda nos encontros, com lugar pra tudo quanto é coisa, ou seja, todo mundo que precisamos.

Eu, particularmente, adoro fazer bolsa, já fiz várias, eu penso que uma bolsa fala muito de uma mulher... nela a gente carrega muitas de nossas características, anseios, alegrias e até mesmo decepções, afinal, a maioria das mulheres não gosta de ser pega de surpresa, de precisar de uma coisinha que seja e não tê-la à mão... gosto de chamar uma bolsa de delírio feminino (quem não fica enlouquecida diante de uma vitrina cheia de bolsas?).

Daí, quando a gente fala das coisinhas para cortar, quiltar, pregar, enfeitar, emendar etc, paninhos... ai... nem se fala... daí começamos nosso projeto, acho que exagerei, porque acabou não dando tempo... mas pensa bem, se a gente tem um trabalhão e depois fica pensando que faltou um bolsinho sequer... ah... vamos colocar tudo! Pra caber tudo! Afinal o que é um pesinho???? É só colocar a bolsa pessoal no outro ombro que fica tudo equilibrado!


foto #1 nossa mesa de trabalho (ou minha mesa de jantar...)

Vamos terminar na próxima sexta, ou seja, no próximo encontro. Na foto#1 se pode ver à esquerda, com fundo azul e florzinhas vermelhas, uma das partes da bolsa da Andreia, as partes com fundo jeans e apliqué do dresden flower e a vermelha, são as partes da minha bolsa, as com composição em azul e verde são as partes da bolsa da Marcia.

Montamos os bolsos internos, que foram muitos, vamos montar e dar o acabamento no próximo encontro. Dentro da bolsa teremos bolsos para: placa de corte, cortadores, tesouras, vincadores etc, bolso fechado para miudezas, para celular e até para garrafinha de água... colocamos uma lateral grande para dar para levar muitos paninhos... (foram as quintas intenções - vamos usar para ir à Mega Artesanal... é bom que caiba muuuuuita coisa! Inclusive o cartão de crédito!)



foto #2 - as Arteiras - eu sou a descabelada... fazer o quê?!?!?! Ah, e as duas belezinhas, se apossaram das minhas coisas... acho que foi só pra tapar a barriga... mas tudo bem, eu usei a cadeira...

Esses encontros começaram com uma função, a de trocarmos figurinhas, mas hoje, mais importante do que trocar as "figurinhas" tem sido o momento que temos, o momento de podermos falar e rir, falar e chorar, falar e falar... momento de escape, de troca e restabelecimento. Momento de ser simplesmente quem somos, sem rodeios, sem justificativas, fazendo o que gostamos e falando do que e de quem gostamos... de deixarmos de ser esposa, mãe, filha, neta, professora, artesã, ou seja lá o que for, para , mesmo estando no meio dessa realidade e atenta a ela, SERMOS, sermos quem somos, lá dentro de nós mesmas.


E como uma das coisas que gostamos é comer, foi a vez do lanche! Gente! Que sufoco... elas fizeram, nas vezes de suas casas, coisas tão deliciosas que ficou muito difícil! Daí falei com o meu amigo que me deu a receita do outro bolo que eu fiz, e lá foi ele me dando altas aulas de culinária, ele é cozinheiro de mão cheia - pelo menos é o que diz, porque eu nunca comi nada que ele tenha feito..., mas, voltando ao assunto, ele estava era complicando... tá doido que eu ia ficar fazendo coisinhas difíceis... daí eu xeretei a net e achei uma receita que é a minha cara! Um bolo de liquidificador! Tudo de bom, a gente faz num instante!

E ficou muito bonito, acho que poderia ser um pouquinho mais leve, mas meus filhotes gostaram... então eu acabei gostando, afinal a voz mais forte aqui é a deles!

No entanto, esquecemos de fotografar... acabei fotografando depois...


Foto #3 - Bolo de laranja de liquidificador



Receita de Bolo de Laranja de Liquidificador

As laranjas inteiras dão uma textura incrivelmente macia e um sabor delicioso. É a receita definitiva de bolo de laranja. Rende bastante.

Ingredientes:

- 3 laranjas-pêra médias sem casca e sem caroços

- 4 ovos

- ½ xícara (chá) de óleo de canola

- 2 xícaras (chá) de açúcar

- 3 xícaras (chá) de farinha de trigo

- 1 colher (sopa) (cheia) de fermento em pó

Preparo:

No liquidificador, bata todos os ingredientes, exceto a farinha e o fermento. Bata por cerca de 5 minutos ou até que o bagaço esteja triturado. Despeje o conteúdo do liquidificador em uma vasilha grande. Adicione, aos poucos, a farinha de trigo peneirada, incorporando-a à massa. Acrescente o fermento e misture delicadamente, sem bater demais, para não perder as bolhas de ar que vão se formar.

Assar em uma forma retangular grande (27 cm x 40 cm), untada com óleo ou manteiga e enfarinhada, em forno médio (180º) pré-aquecido, por cerca de 40 minutos

Sugestões:

- Os ovos e as laranjas devem estar à temperatura ambiente. Ingredientes gelados deixam os bolos mais baixos e menos macios.

- A xícara medida das receitas publicadas nesta coluna tem 250 ml. Verifique, sempre que possível, a medida da xícara usada na receita, que pode variar de 200 a 250 ml.

- A farinha de trigo deve ser sempre peneirada, isso a torna mais soltinha, o que facilita sua incorporação na massa.

- Para nivelar a massa na forma, espalhe-a em direção às bordas com o auxílio das costas de uma colher de sopa. Não se deve dar “batidinhas” na forma porque isso fará a massa perder as bolhas de ar da fermentação.

Fonte: http://comendobem.wordpress.com




Como está um friozinho gostosinho, eu resolvi preparar um café diferente e fiz um "Café Italiano", que é um tipo de capuccino, mas não tem chocolate nem canela, e é um creme... quem toma não esquece e quem ainda não tomou tem que experimentar!

Trata-se de um creme que deve ser mantido na geladeira - com validade de 40 dias, e que deve ser acrescentado ao leite bem quente, acrescenta-se cerca de 1 colher de sopa de creme para uma xícara de leite ou o quanto se preferir. Olhando para o creme tem-se a impressão de um sorvete ou qualquer sobremesa cremosa...


Foto #4 - Café Italiano

Receita - Café Italiano

Leve à batedeira:
100gr de café solúvel
500gr de açucar
250 ml de água fervente
Bata bastante, no início vai ser um líquido escuro - vai ficar com cara de eu falei alguma coisa errada..., confia e vai - ficará consistente e de cor mais clara.
Depois de bem consistente, acondicione em vasilha com tampa e mantenha na geladeira por até 40 dias.
Sirva no leite bem quente.

É fabuloso!

Esta receita me foi passada por minha irmã há uns vinte anos ou mais, então não sei de onde saiu... acho que uma sua amiga lhe deu a receita... mais como ela não está mais nesta Terra...

Enquanto eu estava preparando o creme gravei o processo, ou uma parte do processo, assim dá para ver bem a consistência do creme. Eu já havia começado a bater o creme quando me ocorreu filmar, então comecei assim mesmo, o vídeo está com cerca de dois minutos, isso indica que bati menos de 3 minutos para chegar a consistência.


video


Ah! Esqueci de contar que fui eleita a blogueira do Clube, então me perdoem, se eu começo a escrever...

Bjim pra todo mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário